6º Encontro Cerveja Artesanal São Paulo

No último dia 2 de setembro aconteceu a anual Encontro Cerveja Artesanal São Paulo que chegou em sua sexta edição e cresceu muito em comparado a anterior!

Este ano teve mais de 50 cervejarias com diversas opções em sistema open, além de música, gastronomia e um novo local, o pavilhão amarelo do Expo Center Norte em São Paulo. Mas para isso vamos separar em partes o que vimos e analisar em nosso raio-x do evento.

Local

A pavilhão amarelo do Expo Center Norte é uma das grandes partes que o espaço tem, onde é sediado grandes eventos de todos os tipos e meios e este foi a primeira vez que o CASP chegou e olha o espaço é bem amplo mesmo, olha quantidade de galera reunida no encontro!

Porém, quando o evento cresce, alguns problemas surgem, como foi no caso da fila que acabou tomando ao redor do espaço, e chegou a demorar cerca de 1hr, caso que foi logo avisado para  organização que foram notificados quando marcados no evento do Facebook. Os banheiros com o decorrer das horas, houve fila e os químicos tinham poucos.

Cervejas

Este ano, 53 cervejarias, muitas delas que receberam medalhas durante as premiações de 2017 e anos anteriores estavam por lá, além daquelas que são as novas sensações do evento, o resultado: Acabou boa parte das cervejas antes da hora. Teve casos que às 17h já tinha encerrado alguns rótulos, mas nós provamos algumas cervejas que não conhecíamos e gostamos, o nosso pequeno TOP 3 das que provamos ficou…

1º Everbrew – Black IPA
2º Everbrew – American IPA
3º Kalango – Cacau Stout

Gastronomia

Assim como foi explicado alguns pontos do que ocorreu no evento pela Lisa Torrano neste post aqui, outro item bastante afetados foram a gastronomia. Autorizados pela organização do espaço devido a outros utilizarem gás, foram apenas 7, e 6 confirmaram, mas no final apenas 3 apareceram. Com isso o público poderiam escolher somente entre hambúrgueres, comida mexicana e sanduíches.

Palestras

Este ano ocorrem algumas palestras com profissionais do meio falando sobre diversos temas do mundo cervejeiro, destaque foi para o grupo de mulheres reunidas falando sobre as ‘Profissões Cervejeiras’, com as participações de Lisa Torrano (CASP), Juliana Behr (Blondine), Carolina Oda (Sommelier), Taiga Cazarine (WBeer), Juh Santos (Cevada Pura) e Karin Moraes (Leuven).

Música

O evento contou com a participação de Rodrigo José, que cantou diversos sucessos da música brega, além de hits de vários anos. Apresentação bastante agradável e bem divertida por sinal.

Sobre a 6ª edição…

A organização colocou os pontos principais sobre o ocorrido do evento e foi bastante esclarecedor. Reconhecer o que foi de pontos negativos tem seu mérito, por isso não iremos falar sobre o que poderia mudar no espaço onde já foi colocado em pauta.

Já que a galera toma em litros os chopes do evento, seria interessante mudar o tamanho da caneca (150 a 200ml é o ideal) e adicionar a cordinha por segurança, assim evita (ou quase isso) o tal do quebra-quebra.

Esperamos na próxima edição mais bandas, apesar do show excelente do Rodrigo José, umas duas ou três apresentações é bem legal para agitar o público.

Alguns cliques que fizemos durante nossa idas e vindas…

Esq para Dir (Eu e Jack com a Juliana e Ayme do Ladies Bier)

Turma da Dádiva
Gledson Neix (Publicidade e Cerveja)
Jack com a equipe do TV Cerveja (Equipe oficial de gravação do 6º Encontro)

Próximo ano tem mais! Cheers!

#CASP

About Henrique Carnevalli

Viciado em música, Pirado na fase psicodélica do Ronnie Von e Corinthiano. Lupúlomaníaco e Beer Sommelier formado no ICB.

Check Also

Lagoa Bier Fest traz os anos 80 e cerveja artesanal no Rio de Janeiro

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: