Chaos Synopsis – Gods of Chaos

Quarteto de São José dos Campos/SP formado em 2005 e que dispensa apresentações. Estamos com Chaos Synopsis e mais um review, já que seu disco anterior, Seasons of Red/2015, teve uma resenha aqui no RockBreja. Segue o link AQUI.

Naquela época, tive o prazer de fazer o review desta galera e fiz o seguinte comentário: “…não fiquem em suas zonas de conforto, vão além de suas fronteiras, o reconhecimento chegará mais cedo ou mais tarde.

Rapidamente não somente o reconhecimento veio mas como também mais um belo disco. Porrada na orelha pra ninguém botar defeito!
Estamos nos referindo à Gods of Chaos, quarto disco da carreira desta incrível banda.

O disco já abre com um som cru e direto, estamos nos referindo à Raising Hell. Também com um nome desses não poderia ser diferente.

Em Storm of Chaos, temos a impressão de que a bateria se assemelha a uma metralhadora descontrolada.

No refrão de Black God, o duelo entre as vozes foi algo que funcionou muito bem, valendo lembrar que estas vozes são as participações especiais do disco, Uappa Terror e Wojciech Michalak. Mais uma vez acertaram em cheio.

Naturalmente pensamos que o disco vai por esta linha, no entanto nos surpreendemos: vem uma quadra de som matadora! Serpent in Flames, na minha opinião a melhor faixa do disco, ela possui uma atmosfera sombria que me agrada e muito.
Opposer of Gods e The Beast That Sieges Heaven parecem uma única faixa, mudando constantemente seu andamento. E, Sixteen Scourges, realmente é pra fechar esta quadra com grande estilo, pois tem uma pegada fortemente incrível.

Badlands Terror se inicia meio à lá Arise/Sepultura, depois segue na linha mais tradicional.

Temos na faixa título, Gods of Chaos, literalmente uma tijolada na orelha.

O disco finaliza com um cover da banda Andralls, Cocaine. Onde a maioria das músicas deste disco tem 4 minutos de duração em média, esta ousa apenas 2:11 min de pura energia.

Arte
Uma bela capa, sombria mas bela. Possui encarte com as letras e várias imagens, uma para cada letra do encarte.
Fora a capa, todo o resto do encarte está em preto e branco.

Um detalhe interessante é que todas as palavras “chaos” escritas no encarte estão destacadas.

No Geral
Assim como no anterior, novamente Friggi assina a produção da bolachinha.

Gostaria de reforçar que o som da batera tá bem legal, principalmente o chimbal que, normalmente, somem nas gravações, neste disco está bem em evidência, o que dá um valor único a cada canção.

A banda continua com melodias incríveis e um som matador com uma qualidade incrível. Embora o som seja pesado, soa muito limpo.

A banda vai levar por este trabalho 8 brejas bem geladas!

Chaos Synopsis – Gods of Chaos (2017 – Dunna Records)

Tracklist
01. Raising Hell
02. Storm of Chaos
03. Black God
04. Serpent in Flames
05. Opposer of Gods
06. The Beast That Sieges Heaven
07. Sixteen Scourges
08. Badlands Terror
09. Gods of Chaos
10. Cocaine (Andralls)

 

Formação
Jairo Vaz – Deathlike Whispers and Abyssal Thunder
Friggi – Mad Beats
Luiz Ferrari – Disharmonic Havoc
Diego Sanctus – Chaotic Melodies
Johnny Deadman – Worshipper of Oblivion

 

NOTA: 08/10

About Alex Silva

Headbanger desde que se conhece por gente, Design Gráfico de formação, fissurado por discos de vinil de bandas de hard/rock/metal/punk nacional dos anos 80/90´s, no entanto um apreciador de uma boa música, independente de estilos.

Check Also

Rhapsody anuncia novas datas da 20th Anniversary Farewell tour na América Latina em 2018

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: