Noturnall – 9

Banda de renome no cenário nacional que conta com integrantes de alto gabarito e muita competência em tudo que se propõem a fazer. Noturnall é a miscelânea de 4 integrantes do Shaman (Thiago Bianchi, Leo Mancini, Fernando Quesada e Juninho Carelli) mais Aquiles Priester (ex-Angra, Hangar). Eles estão lançando o seu terceiro disco de estúdio intitulado “9“.

O disco é conceitual, baseando-se no número “9” (9 Mandamentos, 9º planeta, número da evolução e etc).

Bom, vamos comentar um pouco sobre as faixas deste disco:

Na primeira música do disco, Hey!, a voz de Thiago Bianchi está bem legal, o seu timbre está bem diferente do que o habitual, juntando à isso o instrumental que também está nesta vibe, bela música com um refrão bem forte.

Na sequencia temos, Change, uma canção que misturam o peso e melodia de uma forma simples e que funciona muito bem.

Logo temos a terceira música do disco, Wake Up!. No início esta se parece com uma música toda instrumental (e até que poderia ser mesmo pois o instrumental é bem interessante!). A voz mais grave em algumas passagens dão um ar único à mesma. Nesta, temos a participação de Mark Orlando/Adrenaline Mob nas guitarras. Este, mesmo que temporariamente, já foi membro da banda Noturnall.

Moving On, a quarta faixa do disco começa mais balada e na sequencia a música toma uma forma mais pesada com boas guitarras e baixo e tudo se encaixa, registrando uma faixa única e marcante.

Mysterious é a faixa mais veloz do disco com um refrão bem forte também.

Hearts As One é uma faixa muito especial por diversos motivos. Um deles é que foi transformada em Videoclipe (que pode ser conferido clicando AQUI).

A instrumentação desta canção é toda ambientada no segmento “acústico“. Tudo muito bem feito e belo, uma áurea incrível.
Uma observação que torna esta canção ainda mais especial é que quem conhece a banda sabe que ela tem uma “pegada social” muito forte e, graças à estas iniciativas conseguimos não só ir mas também a conferir o registro em DVD do show “First Night Live” que foi beneficente em prol das casas HOPE. E, nesta canção, não é diferente: 100% da renda desta canção (nas diversas plataforma existentes) está sendo doada ao GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer).
Mais um golaço feito pela galera do Time Noturnall!

Em What You Waiting for temos os teclados à flor da pele. Há um determinado momento em que podemos ouvir um certo “duelo” (no bom sentido naturalmente!) entre os teclados de Mr.Carelli e baixo de Mr.Quesada.

A oitava faixa do disco chama-se Shadows. Nesta, todos os instrumentos e vocais começam ao mesmo tempo, o que dá uma certa embolada no som, mas depois vem com um refrão forte e um instrumental mais compassado e limpo.

Em Pain, antagonicamente temos o momento da melhor música do disco, seguida da primeira, Hey!

Primeiramente preciso explicar o porque de antagonicamente: achei esta uma música incrível, com belo instrumental, refrão, letra, o ambiente acústico, ouse seja, quase tudo perfeito. A única coisa que me incomodou foi o vocal sussurrado no começo da canção, mais precisamente na primeira estrofe da música. Sinceramente acho que a voz do Thiago não casa muito bem com esta forma de cantar. Mas vamos deixar uma coisa bem clara aqui: esta é a minha opinião, é algo pessoal, assim como é algo pessoal que o fez cantar desta forma, afinal haviam vários profissionais envolvidos na gravação desta canção.
E, para eu achar esta (juntamente com a primeira faixa!) a melhor música do disco foi uma posição antagônica minha, pessoal.
Bom, explicação dada só tenho a acrescentar que valeu e muito ousar desta forma, um disco pesado com mais uma faixa acústica.

Arte
Desenvolvida por Carlos Fides a cada deste disco é recheada de simbolismo como grafias sumérias, o mistério em torno do 9° planeta, um possível apocalipse e, claro, a mascote da banda sempre presente acompanhando todo o possível fim do planeta Terra. Vale um estudo mais atento a todos os temas abordados no álbum.

Vale à pena ressaltar que, além do disco normal, também foi lançando em uma versão DLP (Digital Long Play), que vem em um case estilo LP, (Atenção: Não tem o LP/Vinil, apenas a capa/contracapa aqui denominado “case“! Quem sabe futuramente a banda lance o LP/Vinil deste disco!) trazendo encarte com letras e poster e um pendrive em forma de moeda romana, que além do álbum “9”, traz também todos os demais lançamentos da banda (incluindo CDs, DVD) e outros extras, em vários formatos, sendo realmente algo muito especial. Então quem for fã da banda deve correr atras do Kit DLP o quanto antes.

No Geral
Preferi não detalhar muito cada música e avaliar este trabalho como um todo.
O que gostei muito foram as mudanças que a banda teve em remeter a um novo caminho tanto nos vocais de Thiago (a tonalidade da voz está mais compatível com todo o resto) quanto nos instrumentais.
Os tambores de Aquiles estão numa altura ideal, diferente dos outros discos.
Acertaram muito nestes dois itens e isso deu um ar diferente neste trabalho, um direcionamento mais maduro e preciso.

O Noturnall é uma super banda, porém só precisam tomar cuidado para que este mesmo fator não atrapalhe a obra como um todo. Todos são virtuosos mas precisam dosar isto nas músicas. No caso deste trabalho percebemos que conseguiram dosar na medida certa. Parabéns à todos os integrantes por esta iniciativa.

Por último, podemos citar os seguintes itens:

  • Os refrãos são bem marcantes o que agrega muito valor à música;
  • Nova postura de instrumentais e vocal (somente tomar cuidado com os “sussurros“);
  • Projeto Social
  • Capa incrível
  • E o mais importante: a vontade que estes músicos incríveis tem de querer fazer música de boa qualidade (e Brasileira!), de levar o metal brazuca para outros lugares ao redor do mundo.

Uma frase que estou utilizando com certa frequência é: “Menos é mais!”, ou seja, menos exageros resultam em resultados mais assertivos. Noturnall, vocês acertaram e muito neste trabalho e por isso vão levar 8 cervejas bem geladas.

Formação
Thiago Bianchi – Vocais
Leo Mancini – Guitarras
Juninho Carelli – Teclados
Fernando Quesada – Baixo
Aquiles Priester – Bateria

Track List
01. Hey
02. Change
03. Wake Up
04. Moving On
05. Mysterious
06. Hearts As One
07. What You Wating For
08. Shadows
09. Pain

NOTA: 08/10

Agradecimentos: Thiago Rahal Mauro (TRM Press)

About Alex Silva

Headbanger desde que se conhece por gente, Design Gráfico de formação, fissurado por discos de vinil de bandas de hard/rock/metal/punk nacional dos anos 80/90´s, no entanto um apreciador de uma boa música, independente de estilos.

Check Also

Taurus, Nervochaos, Coldblood e Velho se apresentam juntos em dezembro no Rio de Janeiro

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: