E se os estilos de cervejas fossem bandas?

O mundo da cerveja é uma aventura sem fim, de fato, com o tempo conhecendo novos estilos, você acaba sempre deixando alguns de lado ou nem prova com tanta frequência…

E se eles fossem comparado as bandas de rock? Qual situação que cada estilo passaria? Bom essa brincadeira (sem maldade alguma, somente na visão de quem está nesse mundão cervejeiro..), pegamos algumas delas e seus momentos e comparamos com os estilos de cervejas que lembram bem isso, concordam?

American Lager (Skank)

Todos conhecem, está em diversos ambientes e alegra qualquer público!
(Não deixe de provar: Blondine – Martina Lager / Diabólica 13 Hop Lager)

Weiss (Capital Inicial)

Quando conhece, acham um barato, porém vai se aventurando em outros terrenos, vão deixando de lado.
(Não deixe de provar: Memminger Weissbier / König Ludwig)

Witbier (Malta)

Veio como uma sensação do momento, mas entrou no mesmo barco que a de cima.. (ref: Weiss)
(Não deixe de provar: Schornstein Witbier / Seasons Basilicow)

Altbier (Queen + Adam Lambert)

É clássico, poucos fazem de qualidade e apenas um jovem soube fazer com sucesso! (ref: Bamberg).
(Não deixe de provar: Bamberg Altbier, Eisenbahn Altbier)

Bock (CPM 22)

Foi um grande sucesso e ficou por anos como uma das preferidas, mas o tempo passou e é somente mais uma no cenário.
(Não deixe de provar: Baden Baden Bock / Bierbaum Bock)

IPA (Iron Maiden)

Ao conhecer chega a assustar, mas com o passar do tempo, não quer mais largar.
(Não deixe de provar: Avós – Vó Maria a Baixinha Porreta / Molinarius Hoppiness)

Stout (Oasis)

Uns amam, outros não suportam, mas quando lançam algo, rende assunto em todos os cantos…
(Não deixe de provar: DeBron Imperial Stout / Shipyard Blue Fin Stout)

Porter (Blur)

Pode se considerar uma batalha entre as duas (ref: Stout), mas a de cima ganhou por popularidade e esta por se diferenciar.
(Não deixe de provar: ZalaZ Double Zuzi / Backer Três Lobos Imperial Porter)

New England IPA (Linkin Park)

Chegou como furacão, mas não tem um estilo definido.
(Não deixe de provar: Synergy Hop It Up / Overhop Hazy)

Brown Ale (Hoobastank)

Pode até vir outras que são muito boas, mas apenas 1 foi de fato um sucesso. (Ref: Newcastle)
(Não deixe de provar: Newcastle Brown Ale / Nacional Kurupira)

Fruit Beer (Los Hermanos)

Aquele arte de adoração e ódio.
(Não deixe de provar: Founders Rubaeus / Liefmans On The Rocks)

Berliner Weisse (No Doubt)

As vezes vem coisas boas, outras nem tanto, e assim está firme forte na cena.
(Não deixe de provar: Berliner Kindl Weisse / Perro Libre Sorachi Berliner)

Saison (Aerosmith)

Emplacou diversos sucessos, e hoje em dia vale a pena revisitar o passado.
(Não deixe de provar: Capitu Diadorim / Dádiva Lullaby)

Sour (Iggy Pop)

Apenas um grupo seleto tem o conhecimento, e quem não conhece, acha bem estranho.
(Não deixe de provar: ZalaZ & One Brew – Cascara / Way Beer Sour Me Not)

Tripel (AC/DC)

Quando é clássico, pode passar o tempo que não envelhece.
(Não deixe de provar: Tripel Karmeleit / Mestre-Cervejeiro Tripel Chocolate)

Flanders (Bob Dylan)

Bem azedo, mas não é tão ruim quanto se pensa. Existem amor por dentro.
(Não deixe de provar: Duchesse Bourgogne / Rodenbach Flanders Red Ale)

Ao final, adoramos todos os estilos de cervejas, mas a zuera never ends! 😀

#Cheers!

About Henrique Carnevalli

Viciado em música, Pirado na fase psicodélica do Ronnie Von e Corinthiano. Lupúlomaníaco e Beer Sommelier formado no ICB.

Check Also

IPA Day Brasil 2017

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: