Douglas (Suprema)

Douglas Jen (SupreMa)

E nossa primeira matéria do RockBreja + Prosa é um com um dos 12 guitarristas mais votados nos melhores de 2013 do site Whiplash, fundador da banda SupreMa que completou 10 anos de carreira junto ao seu aniversário. Estamos falando de Douglas Jen! Ele contou um pouco sobre o SupreMa, carreira, novo vídeo “Fury And Rage” e entre outras coisas, confira logo abaixo a nossa prosa!

Rockbreja: A banda surgiu em 2004, como vocês olham a evolução da banda nestes 10 anos de carreira?

Douglas Jen: Primeiramente é um prazer estar aqui no lançamento do portal. Com certeza nestes 10 anos rolou muita água, no início eu tinha um projeto de uma metal ópera e depois acabou que tornou-se uma banda de verdade e não somente um projeto. Eu tinha inúmeros sonhos quando formei o SupreMa e creio que o que nos move à frente é manter ainda vivo alguns deles. Em 10 anos de banda lançamos um disco que foi bem aceito na Europa e EUA, e também fizemos 6 tours pelo Norte/Nordeste brasileiro, conseguimos reunir uma boa base de fãs por lá. Tocamos em grandes festivais e também em alguns shows internacionais. Na verdade com 10 anos de carreira eu gostaria de ter alcançado algumas coisas que ainda não alcançamos, porém não adianta ter pressa tudo tem que ser feito da maneira certa, com as pessoas certas e na hora certa. Agora com o lançamento do “Traumatic Scenes em 2013 foi que finalmente começamos a colocar em prática tudo o que eu sempre imaginei na questão de show, de turnês, etc e queremos que os fãs estejam ao nosso lado para curtir cada momento.

Rockbreja: O álbum “Traumatic Scenes” lançado em 2013 em um show incrível na Via Marquês em São Paulo foi considerado um dos grandes lançamentos do ano. Como foi a composição e seleção das canções deste disco?

Douglas Jen: Realmente, o show do Via Marquês foi incrível! Foi um momento bem especial pois o SupreMa estava enfim lançando o novo CD e tocamos junto com o Shadowside, foi um momento especial para ambos e inclusive fizemos uma jam no final com as duas bandas no palco, foi bem divertido!

Sobre o CD “Traumatic Scenes” eu já tinha algumas músicas desde 2002 e que acabaram não entrando no “Spyeyes”, em 2005 comecei a pensar no novo disco na questão musical e conceitual e em 2010 quando iniciamos as gravações foi que realmente definimos o track list. Como eu já tinha muitas composições apresentei para a banda e todos gostaram de todas elas, e nas três últimas músicas compostas foi que tive participações do pessoal da banda. Quando já tínhamos as músicas selecionadas fomos para minha chácara no interior de SP e ficamos finalizando os arranjos em um clima de campo, silêncio e paz que contrastava com as guitarras pesadas, foi um tempo bem importante para nós finalizarmos o CD. Depois disso saímos em tour no início de 2010 e no meio da tour tivemos uma pequena folga e foi quando o Helmut Quacken veio à SP e gravamos a parte de bateria. Em seguida voltamos ao Nordeste para finalizar a tour e fomos gravando os outros instrumentos ao longo do ano entre os shows. Foi um disco feito com muita calma pois queríamos deixar claro um conceito não só sonoro, mas também de produção, do show, do figurino, da história, dos clipes… Creio que o álbum ter entrado em algumas listas de melhores do ano e também os comentários bem positivos que vieram da Europa foi a nossa grande recompensa pelo trabalho intenso que fizemos.

 SupreMa. Foto: Vinicius Duarte/ Play TV

Rockbreja: O disco também teve lançamento na Europa em julho e agosto de 2013 e teve boa aceitação no mercado internacional. Como vocês enxergam esta dimensão das bandas de metal daqui do Brasil terem boa aceitação lá fora?

Douglas Jen: Fala-se muito sobre o metal na Europa, sobre as bandas e o público, mas temos tudo isso aqui no Brasil da mesma qualidade e número, só falta mesmo a valorização do público pelo o que é nacional, e também os produtores de shows acreditarem mais e fazerem bem feito. Claro que entrar num mercado exigente como o europeu é uma grande vitória e estamos bem felizes por isso. Mas temos que ter consciência que no Brasil há bandas maravilhosas e o público deveria amar e acompanhar mais as bandas daqui. Falar que o Brasil não tem artistas de nível internacional é se fingir de cego e não querer enxergar o Everest a 2 palmos de distância… Temos talentos indiscutíveis neste país e creio que o Brasil vai exportar muita música com esta nova geração de talentos que vem surgindo. Claro, respeitamos demais o trabalho das primeiras bandas que levaram o nome do Brasil pelo mundo, são monstros consagrados, mas temos que dar olhares ao novo, ao que vem e será a próxima geração de artistas dos próximos 20 anos.

Rockbreja: A ideia de fazer o álbum “Traumatic Scenes” inspirado no filme “O Invisível” foi bem criativa e mostrou um outro lado do filme junto a música. Poderia acontecer um novo álbum em inspiração em um novo filme?

Douglas Jen: Digamos que há uma possibilidade bem forte disso acontecer. Tenho assistido alguns filmes e pelo menos dois deles me marcaram demais pela mensagem e pela história dramática e surreal. Isso é SupreMa. Estou ainda desenhando na minha cabeça como poderia ser feito um novo álbum conceitual mas que fosse bem diferente do “Traumatic Scenes”, e pode ser que ocorra sim um novo álbum baseado em um filme. Porém neste ano tenho estudado e lido bastante sobre fenômenos paranormais e metafísicos, coisas que mexem com as cabeças das pessoas se é real ou ilusão, se pode ou não existir, e gosto sempre de deixar minhas letras abertas ao entendimento de cada ouvinte e ao final cada um acaba tendo uma visão diferente e bem pessoal. Ainda é cedo para falar algo mas minha cabeça vive captando e escrevendo ideias.

Rockbreja: Vocês já estão com o seu segundo videoclipe, “Fury and Rage”, como foram as gravações e produção deste vídeo?

Douglas Jen: O clipe da “Fury and Rage” é a coisa mais insana que fizemos na carreira tanto na questão de roteiro quanto na edição, tudo é muito rápido em uma história eletrizante. Desde março/2013 temos trabalhado no roteiro e tem 7 meses que ocorreram as primeiras filmagens! Estamos fazendo um trabalho bem cuidadoso afinal é a maior produção que o SupreMa já fez em toda carreira! Estamos trabalhando com a Nevasca Filmes que é uma gabaritada produtora que trabalha com inúmeros artistas e empresas mainstream como Naldo Benny, João Neto e Frederico, Rick Bonadio, Micael Borges, Manu Gavassi, The Vampire Diaries (RTA Global) e também já trabalharam na produção do programa Pânico na TV (RedeTV e Band). É uma imensa satisfação trabalhar com caras deste nível e desde a primeira reunião quando apresentei as ideias do clipe e a letra e áudio da “Fury and Rage”, os diretores piraram e abraçaram a banda. Pensamos em mil coisas e eles estão fazendo tudo isso se tornar real.

Tivemos cuidado com cada parte da produção desde as locações, maquiagem, figurino, escolha da atriz e os equipamentos de filmagem. As locações são incríveis e as filmagens ficaram animais. A atriz selecionada foi a Mayra Moura, que fez uma interpretação impecável da personagem “Serena”, tanto em seu lado cotidiano quando em seu lado possuído.

Eu tinha em mente a história e apresentei à produtora e os diretores fizeram um roteiro mais insano ainda do que eu imaginava, é uma viagem ao surreal onde “Serena” cai em um mundo paralelo e sofre possuída, e eles deram toda a parte cinematográfica do clipe.

Não vemos a hora de poder publicar este vídeo clipe, nossos fãs vão se orgulhar do detalhismo e cuidado que tivemos. E a história como sempre, é uma viagem surreal! É praticamente um curta metragem inserido dentro de um vídeo clipe de banda. Em breve divulgaremos fotos do making of e também a data oficial do lançamento em www.suprema-online.com .

Cena do videoclipe “Fury And Rage”. Foto: Divulgação

Rockbreja: Vocês fizeram alguns shows com a banda Shadowside. Poderia rolar uma parceria com a banda em seu próximo álbum?

Douglas Jen: Temos uma boa parceria com o Shadowside e temos feito shows bem legais e passamos em várias cidades em 2013. O lance não é só a parceria mas também nos divertimos no palco, nada melhor do que dividir o palco com quem gostamos verdadeiramente. A expectativa é que naturalmente em 2014 rolem outros shows neste formato. Sobre o próximo álbum eu creio que é super cedo para falar algo, pelo menos para nós que acabamos de lançar o “Traumatic Scenes” e estamos iniciando a tour. Mas qualquer parceria ou participação seria bem legal em qualquer uma das partes, não para marcar um nome a mais no “guest musicians” mas por celebrar o lance da amizade e uma verdadeira união pelo heavy metal!

Rockbreja: Angra e Sepultura já são grandes nomes do metal lá fora e vocês junto ao Shadowside formam os novos representantes do metal nacional em terras estrangeiras. Para vocês como é ver que o seu trabalho está sendo reconhecido e aceito pela exigente nação metal?

Douglas Jen: Sinceramente é uma enorme honra para nós ver o trabalho reconhecido pelos fãs. O Angra e o Sepultura são nomes mundialmente conhecidos e com certeza foram uma das bandas que abriram este caminho para os brasileiros no exterior. O Shadowside já está conseguindo conquistar um espaço bom, fizeram 2 tours europeias maravilhosas (uma com W.A.S.P. e outra com o Helloween e Gammaray) e estão levando fortemente o nome do Brasil pelo velho continente. Nós do SupreMa ainda estamos debutando neste meio internacional, estamos colocando em prática um planejamento de anos e agora creio que é a hora de se lançar pelo mundo, sem medos e sem olhar pra trás. Temos uma estrutura sólida, o show está bem estruturado com o cenário, jogo de luzes, equipe técnica super competente, a nossa agencia cuida muito bem da parte de management. Temos uma assessoria de imprensa que nos dá todo respaldo, chegamos neste ano de 2014 para elevar ainda mais o nome do metal brasileiro e queremos sim poder ser lembrados por ser uma das bandas que marcaram pelo mundo levando o nome da nossa nação. Muito falasse sobre uma possível crise no cenário nacional, mas eu creio que uma renovação está acontecendo. O Brasil precisa de novos ídolos e tem potencial de produzi-los e exporta-los pelo mundo. Quero muito que o SupreMa esteja forte nesta nova leva de talentos e que possamos corresponder bem todas expectativas de nossos fãs.

Douglas Jen. Foto: Ground Cast

Rockbreja: Quais são os planos da banda em 2014?

Douglas Jen: O foco da banda agora é inteiramente o novo vídeo clipe, vamos lançá-lo em fevereiro e já temos vários compromissos relacionados à promoção dele. Este ano faremos então a tour oficial do disco, no ano anterior trabalhamos bem o lançamento no Brasil e exterior e recebemos resenhas incríveis de sites europeus e americanos e agora iremos cair de fato na estrada. Não temos datas agendadas, porém inúmeras em negociações. Deveremos fazer a maior tour que o SupreMa já fez até hoje e queremos passar por capitais que nunca passamos anteriormente. Este ano também a banda completa 10 anos de existência, estamos planejando algo bem especial aos fãs para comemorar este marco.

Rockbreja: Uma mensagem para os fãs do SupreMa e ao Rockbreja.

Douglas Jen: Muito obrigado pelo espaço, fiquem ligados que em breve tem o novo clipe do SupreMa e as novas datas da tour. Fiquem atentos na página do Facebook e no site que temos atualizações diárias! Um abraço e nos vemos ns estrada.

Links:

Fan Page: https://www.facebook.com/supremabr
Site Oficial: www.suprema-online.com
Fan Page Douglas Jen: https://www.facebook.com/douglasjenguitar?fref=ts

Agradecimentos: Furia Music

About Henrique Carnevalli

Cristão, Viciado em música, Pirado na fase psicodélica do Ronnie Von e Corinthiano. Lupúlomaníaco e Beer Sommelier formado no ICB.

Check Also

Expomusic abre inscrições para as bandas se apresentarem no ‘Rock Lounge’

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: