Durante o evento “Dia de Campo”, a cervejaria reuniu mais de 250 produtores, distribuidores e cooperativas agrícolas parceiras na cidade para trocar experiências sobre o plantio da cevada / Foto: Rodrigo Ferrão

Ambev abre as portas de sua maltaria em Passo Fundo/RS

Mais de 250 profissionais agrícolas se reuniram nesta quinta (20) para participar do tradicional evento anual Dia de Campo, promovido pela Ambev na cidade de Passo Fundo, no estado do Rio Grande do Sul, e discutir as melhores práticas para a produção de cevada.

Em um mini tour por um campo de cevada, com cinco estações para tratar dos temas que envolvem a produção do cereal, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre análise de clima, épocas de semeadura, diferentes doses e fontes de nitrogênio, fungicidas e novas linhagens e cultivares.

Os participantes tiveram ainda a chance de ampliar seu conhecimento cervejeiro em um bate-papo com o Luciano Horn, principal mestre-cervejeiro da Ambev, e José Felipe Carneiro, que além de mestre é fundador da Wäls.

Ainda durante o Dia de Campo, três agricultores foram reconhecidos pela excelência de seu trabalho de acordo com três diferentes parâmetros: maior evolução percentual e total em área de cultivo de cevada e maior tempo de atuação ininterrupta ao lado da Ambev.

Com foco em aumentar a produtividade do cultivo do grão, a cervejaria é hoje a maior fomentadora de cevada no Brasil. Há mais de três décadas, a empresa transfere tecnologia, fornece sementes, fertilizantes e treina mais de dois mil agricultores do Rio Grande do Sul e do Paraná, que são beneficiados com a distribuição de 270 mil toneladas do grão a cada safra.

Para transformar a cevada em malte, principal matéria-prima da cerveja, a Ambev possui no Brasil duas maltarias: a Maltaria Navegantes, localizada em Porto Alegre (RS), e a Maltaria Passo Fundo (RS), que no Dia de Campo abriu suas portas para que um grupo de visitantes conhecesse suas instalações.

Localizada em um importante centro de produção do cereal, a filial possui capacidade para produzir 122 mil toneladas por ano. Com quase 150 funcionários, a unidade recebeu R$ 2,5 milhões em investimentos no último ano.

O compromisso da Ambev com o incentivo ao plantio de cevada é celebrado todos os anos no Dia de Campo. Segundo Marcelo Coelho Otto, diretor agroindustrial da Ambev, a iniciativa permite o alcance de progressos fundamentais para a indústria, os agricultores e para a cevada: “A cada edição do evento, temos alcançado importantes avanços tecnológicos, por exemplo, primordiais para garantir a qualidade e aumentar a produtividade do grão”, explica.

O agricultor Diones Carmos já planta cevada em parceria com a Ambev há 25 anos e, no último ano, aumentou sua produção de 100 para 160 hectares. “Gosto muito do Dia de Campo porque posso ver as inovações que os outros produtores estão fazendo e que posso aproveitar no meu cultivo. Uma das principais inovações que conheci foi o redutor de crescimento para a cevada que permite que a planta fique mais imune aos fungos”, conta.

Foto: Rodrigo Ferrão
Foto: Rodrigo Ferrão

Tecnologia em prol da melhoria da gestão agrícola

O investimento em novas tecnologias e em programas de gestão operacional agrícola são as principais frentes da Ambev para conseguir o aumento de produtividade e constante aprimoramento da cevada. Para isso, a cervejaria mantém, há mais de 30 anos, parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Como fruto desta parceria, nos últimos anos, a Ambev desenvolveu e testou sete cultivares novos de cevada, além de outros oito próprios. Por ano, em média, dois novos grãos são testados no campo.

A Ambev também desenvolve três programas junto aos produtores de cevada. O SmartBarley funciona por meio de uma equipe de agrônomos da cervejaria que trabalham para melhorar a gestão ambiental e aumentar a produtividade agrícola. Neste ano, o número de parceiros dessa iniciativa aumentou 25%, envolvendo ao todo 385 lavouras de cevada de diferentes regiões.

Já o Programa de Excelência de Distribuidores reconhece e estimula os melhores parceiros fomentadores de cevada no País. O foco aqui é a gestão voltada para o alcance de resultados e ao aumento do nível técnico de todos os envolvidos. Graças à iniciativa, neste ano foi possível minimizar o impacto negativo causado na safra devido às condições climáticas.

Outro projeto é o Radar, que fornece informações coletadas em diversas estações meteorológicas a mais de 400 produtores, permitindo que eles tomem decisões sobre o manejo do cultivo de maneira preventiva e sempre cientes das condições atuais de clima. O programa, desenvolvido pela cooperativa Agrária, possibilita o aumento dos lucros por meio da otimização de recursos e aumento da produtividade por hectare.

“Por meio de todo esse trabalho conjunto, buscamos, principalmente, incentivar os produtores. E estamos muito felizes com aquilo que conquistamos até aqui”, conta Marcelo Coelho Otto, diretor agroindustrial da Ambev.

Maltarias Ambev

No Brasil, a Ambev possui duas maltarias, a Maltaria Navegantes, localizada em Porto Alegre (RS), e a Maltaria Passo Fundo (RS). A Maltaria Passo Fundo é a mais nova delas e tem potencial para produzir 122 mil toneladas de malte. Com quase 150 funcionários, a unidade recebeu R$ 2,5 milhões em investimentos no último ano, para melhorias em equipamentos e processos. A companhia possui ainda outras quatro maltarias, duas no Uruguai e duas na Argentina. Juntas, as seis maltarias da companhia têm capacidade para produzir mais de 74 mil toneladas de malte por mês.

 

 

 

Fonte: In Press

About Henrique Carnevalli

Viciado em música, Pirado na fase psicodélica do Ronnie Von e Corinthiano. Lupúlomaníaco e Beer Sommelier formado no ICB.

Check Also

Votus (Nº 007)

Comentários no Facebook

Comentários

%d blogueiros gostam disto: